Sabrina


Sabrina(Sabrina)
EUA,1954. Roteiro e direção de Billy Wilder. Com Humphrey Bogart, Audrey Hepburn e William Holden. Oscar de melhor roteiro e figurino.

Linus (Bogart) é um empresário muito sério e seu irmão David (Holden),um playboy sedutor. Depois de dois anos em Paris, a filha do motorista (Hepburn), que eles conhecem desde criança, volta para casa. A garota sempre foi apaixonada por David, que fica encantado quando ela aparece assim, adulta, flutuante e linda. Mas seu irmão teme que um possível casamento entre os dois prejudique os negócios da família e faz tudo para prejudicar o namoro. Só que não estava nos seus planos se apaixonar por ela.

A convivência de Bogart com Audrey Hepburn foi marcada por atritos e o ator fez tudo para substituí-la por sua mulher, Lauren Bacall. Já Audrey e William Holden se davam tão bem que viveram um discreto romance durante as filmagens. Bogart não suportava seu personagem e rejeitava a idéia de trocar o jeito durão que o tornou famoso por uma história de Cinderela. Não saber se o final feliz de Sabrina seria ao seu lado ou ao lado de seu irmão deixava-o ainda mais irritado. Ficar horas e horas no estúdio esperando seu script ficar pronto só piorava.

Audrey, para ajudar Billy, fazia suas cenas cometendo um erro atrás do outro, refazendo várias tomadas, até que as falas de Boggie fossem escritas. Esta falsa incompetência fez com que o ator declarasse aos jornalistas que filmar com ela não era ruim, "a não ser que você não se importe em filmar a mesma cena dúzias de vezes".


Money, money, money!

Bogart recebeu US$ 300 mil para atuar no filme. Holden recebeu 150 mil e Hepburn, 15 mil.

*Extra* Wilder queria Cary Grant para o papel de Linus, mas ele não aceitou.



.
.

5 comentários:

lola aronovich disse...

Sabe que este deve ser meu filme menos favorito do Billy Wilder?

BethS disse...

Cary Grant teria sido mais interessante no papel do que Bogart. Ele e Audrey não combinaram nem um pouco...

marina w. disse...

Concordo com a Beth.

marina w. disse...

Eu só vi Sabrina uma vez, tb gostaria de rever.

Demas disse...

Que graça essa atitude da Audrey. E o Bogart caiu feito um patinho, rs.