Barfly





Barfly – Condenados pelo vício (Barfly)
EUA, 1987. De Barbet Schroeder. Produzido por Francis Ford Coppola. Com Mickey Rourke e Faye Dunaway.

“Eu preciso daquilo, baby” – Henry Chinaski


Henry Chinaski – Mickey Rourke, propositalmente mais gordo - poeta maldito, beberrão e vagabundo assumido, é convidado para escrever um roteiro de cinema em troca de uma nota preta. Chinaski é o alter ego de Charles Bukowski, que relatou a experiência com o cinema no livro “Hollywood”. Entre outras coisas, ele conta que precisou reescrever uma das cenas porque Faye Dunaway exigiu mostrar as pernas. Sean Penn ficou tão entusiasmado com o roteiro que se ofereceu para fazer o filme por um dólar. A única condição seria Dennis Hopper, seu amigão, dirigi-lo. Mas o escritor não aceitou por dois motivos: já tinha fechado com Schroeder e não suportou Hopper. “Você viu a porra daquela risada, você viu aquelas correntes?”, perguntou a Schroeder depois que o ator deu as costas.

.

2 comentários:

Tina Lopes disse...

Acho o filme médio; o livro sobre é muito melhor. Mickey Rourke irritou Bukowski com o jeito trôpego de andar se balançando, e principalmente numa cena em que desperdiça um restinho de cerveja na garrafa. rsrs

marina w. disse...

rsrs

tb achei o filme bem esquecível, mas coloco aqui os que sei coisas dos bastidores :)