Será que ele é?




Deslizando de meias pela casa.

2. In & Out EUA, 1997. De Frank Oz. Com Kevin Kline, Joan Cusak, Matt Dillon, Debbie Reynolds e Tom Selleck. Participações especiais: Glenn Close, Woopi Goldberg e Jay Leno.

"I'm gay!"


Quando Tom Hanks recebeu o Oscar de melhor ator por Filadélfia, mencionou e agradeceu seu antigo professor, assumidamente homossexual. Esta história já conhecida, inspirou Paul Rudnick a criar o roteiro desse filme superdelicioso.

O famoso ator Cameron Drake (Dillon), criado numa cidadezinha americana, é candidato ao Oscar. No dia da premiação, seus antigos amigos se reunem em frente a TV, na torcida. Quando ele recebe a estatueta, agradece ao seu ex-professor de literatura (Kline), revelando que ele é gay. Sua noiva (Cusak - hilária) e toda a vizinhança se surpreendem com a notícia, inclusive ele próprio, que tenta inutilmente provar que o rapaz está equivocado.

O Oscar que aparece no filme pertence a Kevin Kline, que ganhou o prêmio de melhor ator coadjuvante por Um Peixe Chamado Wanda. O filme foi escrito para Steve Martin, o que dá pra perceber, principalmente na hora que o personagem principal faz mil trejeitos enquanto ouve a fita "How To Be a Man".

Fique ligado, quando os créditos finais aparecem na tela, o elenco do filme dança ao som de "Macho Man".

UAU A cena corajosa em que Tom Selleck, que ficou conhecido com o durão Magnum, dá um longo beijo na boca de Kevin Kline.

.

Um comentário:

Chris, mãe da Cecília disse...

Marina, eu não sou muito adepta às comédias, mas esta, está na lista das Tops!

Bjk,
Chris